segunda-feira, 31 de maio de 2010

sexta-feira, 26 de março de 2010

À espreita

II


Mas mesmo que estejas à espreita
feroz miséria,
atroz derrota,

há em nós um segredo
de um alimento que ninguém entende
um maná enigmático
que brota de lugares insuspeitos
de sorrisos vadios
e olhares vagabundos
que dá no mesmo

e desse alimento continuamos vivos

amor infinito

quarta-feira, 24 de março de 2010

À espreita (I)

I

Nunca estaremos em paz.

À nossa volta rondam todas,
como um lobo esfomeado
no mais árduo rigor do inverno;

morte, doença, decadência,
injustiça, praga, solidão,
miséria, fracasso,demência.

Ruina;
rainha dos infelizes,
amarga emperatiz do Tempo,
credora de corpos e de lamentos.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Hoy es siempre todavía: Keep Walking

Hoy es siempre todavía: Keep Walking

Solidão

Hoje em dia já não choro
nem me desespero
porque tenho um amigo sincero...

...um violão!

(e um cachorro)

Mas assim são dois!

Ah, tanto faz,
matemática nunca foi o meu forte!

terça-feira, 9 de março de 2010

Keep Walking

Mesmo que tudo desmonore
permaneça.

Mesmo que terremotos estremeçam
a raiz da terra,
não estremeça.

Mesmo que o vento nos arraste
dentes,cabelos,pele, memórias,
você, nunca se arraste;

...o arráste-se;
mas que seja porque é a única forma
de seguir caminhando.

Hoy es siempre todavía: Keep Walking

Hoy es siempre todavía: Keep Walking